Subscrever
Newsletter

Para subscrever a newsletter preencha os campos

subscrever

Subscrever
Newsletter

Para subscrever a newsletter preencha os campos

Subscribe!

Actually we won’t spam you and keep your personal data secure

 

Oportunidades de financiamento para projetos nas áreas de reabilitação, acessibilidade, deficiência e bem-estar social!

Oportunidades de financiamento para projetos nas áreas de reabilitação, acessibilidade, deficiência e bem-estar social!

 

Como já é prática habitual, o Instituto Nacional para a Reabilitação (INR) divulgou a abertura das candidaturas ao Programa Nacional de Financiamento a Projetos para o ano 2019 para ONGPD que promovam os direitos das pessoas com deficiência ou incapacidade, adquirida ou congénita, e pessoas com limitações funcionais resultantes de doenças crónicas e incapacitantes, através da execução de projetos que integrem os princípios da Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e da Lei n.º 38/2004, de 18 de agosto (Lei de Bases do Regime Jurídico da Prevenção, Habilitação, Reabilitação e Participação da Pessoa com Deficiência).

Devem ser tomadas em consideração todas as informações e regras disponibilizadas no regulamento que define as condições de acesso e atribuição do apoio financeiro.

Este programa permite que cada ONGPD possa submeter no máximo até três projetos, apresentados individualmente ou em parceria com outra ONGPD, aumentando assim a possibilidade de ver o(s) seu(s) projeto(s) realizado(s).

Ao longo dos últimos anos muitas têm sido as organizações que têm conseguido ser selecionadas, seja também mais uma a fazer a diferença junto destas pessoas com deficiência ou incapacidade, garanta que o seu projeto é um forte candidato até ao dia 26 de dezembro de 2018!

 

Ao nível internacional divulgamos outra oportunidade promovida pela KAHANE Foundation, uma fundação suíça que pretende financiar projetos que visam ajudar pessoas a criarem ambientes de vida pacíficos para si e para a comunidade onde se inserem.

A iniciativa prevista para 2019 pretende eleger projetos que respondam a uma de várias prioridades, nomeadamente, a acessibilidade, permitindo que pessoas com deficiência tenham acesso a tudo o que a sociedade oferece, proporcionando, por exemplo, uma educação inclusiva e inovadora promovendo a auto-suficiência destas pessoas.

Por outro lado, também são elegíveis aquelas iniciativas que promovam junto das comunidades migrantes a igualdade de acesso a cuidados de saúde e bem-estar social.

As candidaturas devem ser submetidas online através de formulário próprio até ao 14 de dezembro de 2018.