Subscrever
Newsletter

Para subscrever a newsletter preencha os campos

subscrever

Subscrever
Newsletter

Para subscrever a newsletter preencha os campos

Subscribe!

Actually we won’t spam you and keep your personal data secure

 

Redes Temáticas | Programa CYTED

Redes Temáticas | Programa CYTED

 

As Redes Temáticas são associações de grupos de investigação e desenvolvimento (I&D) de entidades públicas ou privadas e empresas dos países membros do Programa CYTED, cujas atividades científicas ou tecnológicas estão relacionadas.

O principal objetivo consiste no intercâmbio de conhecimentos entre grupos de I&D e o fortalecimento da cooperação como método de trabalho.

As redes temáticas visam promover, sobretudo, entre os grupos:

  • Interações científicas estáveis ​​e contínua;
  • Troca de conhecimento científico e técnico de interesse mútuo;
  • Potencialização sinergética e coordenação das suas linhas de I&D;
  • Intercâmbio e mobilidade de pessoal de investigação;
  • Formação de recursos humanos;
  • Formação técnica e metodológica;
  • Elaboração de propostas de possíveis Projetos de Investigação ou Projetos de Inovação IBEROEKA;
  • Ações de difusão e transferência de tecnologia entre diferentes grupos ou entidades, desde que sejam técnica, económica e comercialmente viáveis

Podem candidatar-se a este programa centros de I&D públicos ou privados e/ou empresas públicas ou privadas com atividade demonstrada em ações de I&D+i.

Os projetos têm de apresentar o mínimo de 6 grupos, de pelo menos 6 diferentes países ibero-americanos signatários do Programa CYTED, com capacidade e atividade demonstrada em ações de I&D+i.

 

O financiamento do programa CYTED destina-se a atividades de coordenação das redes temáticas, tendo um limite máximo de 30 mil euros por ano. São financiadas a mobilidade dos grupos que integram o programa, a organização de workshops e cursos, e publicações.

Existem 8 áreas de programa, nomeadamente, agroalimentação, saúde, desenvolvimento induistrial, desenvolviemnto sustentável, TICs, ciência e sociedade, energia e incubadora de empresas.

Em concreto, no que à área da Saúde respeita, através deste programa pretende-se melhorar as condições gerais de saúde da população ibero-americana através da utilização e do desenvolvimento de tecnologias modernas e de inovações nas áreas relacionadas com doenças infecciosas, saúde pública e epidemiologia, biotecnologia médica, doenças crónicas e degenerativas, e medicamentos. Esta Área integra várias áreas de atuação ibero-americanas, como biomedicina, tecnologias para a saúde e o bem-estar, biotecnologia, biologia fundamental, química farmacêutica e medicina tradicional.

 

Por outro lado, a área de Incubadoras de Base Tecnológica promove a colaboração e a inovação entre empresas e centros de investigação ou instituições de ensino superior, com o propósito de aumentar a competitividade das indústrias nacionais na comunidade ibero-americana. Desta forma, é facilitado aos empresários o acesso a mercados e fundos internacionais, bem como a novas tecnologias e a inovação.

 

As candidaturas encerram no dia 25 de abril de 2019. Não deixe de consultar a página da convocatória oficial com todos os termos e condições que regulamentam o projeto e a candidatura.