Subscrever
Newsletter

Para subscrever a newsletter preencha os campos

subscrever

Subscrever
Newsletter

Para subscrever a newsletter preencha os campos

Subscribe!

Actually we won’t spam you and keep your personal data secure

3 rd EU Health Programme | Work Programme 2019

 

É já conhecido o programa de trabalho para o 3º Programa da Saúde da UE – ‘3rd EU Health Programme‘ – para o ano de 2019.

Os tópicos selecionados são:

  • Rare disease registries for the European Reference Networks (PJ-01-2019)
  • Stakeholder actions to implement the EU guidelines on prudent use of antimicrobials in human health (PJ-02-2019)

Os grupos-alvo são organizações legalmente estabelecidas, autoridades públicas, organismos sectoriais, em especial instituições de investigação e de saúde, universidades e estabelecimentos de ensino localizados nos Estados-Membros da UE e em países participantes do Programa.

Quanto à ‘call’ Rare disease registries for the European Reference Networks  visa-se apoiar o desenvolvimento de registos de doenças raras (DR) para as redes europeias de referência (ERN).

O Conselho da União Europeia reconhece que os registos e bases de dados de pacientes constituem instrumentos chave para desenvolver a investigação no domínio das doenças raras, para melhorar os cuidados de saúde e o planeamento.
A fim de apoiar este processo e, em particular, a interoperabilidade dos dados nos registos de doenças raras, a Comissão decidiu criar uma Plataforma Europeia sobre Registo de Doenças Raras (Plataforma RD UE) e desenvolver normas específicas para a interoperabilidade desses registos de doenças raras.

A mesma tem destinado um orçamento total de  €3.800.000, que se traduz na quantia de € 200.00 por ERN.

Respeitante à ação Stakeholder actions to implement the EU guidelines on prudent use of antimicrobials in human health, o grupo alvo são especificamente stakeholders e outras partes interessadas.

A ação proposta deve considerar as atividades voltadas para a utilização prudente dos antimicrobianos na saúde humana. Esta orientação visa apoiar as políticas de redução e o uso desnecessário de antibióticos e combate à RAM.

Os principais objetivos sobre a utilização prudente de antimicrobianos em saúde consistem em:
– sensibilizar e fomentar a aplicação directa das orientações da UE sobre o uso prudente de antimicrobianos por profissionais de saúde e membros das organizações das partes interessadas;
– alterar as práticas de prescrição e dispensação de antimicrobianos entre os membros das organizações de partes interessadas envolvidas (no projeto);
– reduzir o uso inadequado de antimicrobianos na saúde humana.

Esta ação tem direcionado um orçamento de €2.000.000 no total, sendo que será esse o valor atribuído ao projeto vencedor.

Ambas as ações encerram as candidaturas a 10 de setembro de 2019.

Conte com o apoio do CREATING HEALTH na preparação e submissão da sua candidatura.