Subscrever
Newsletter

Para subscrever a newsletter preencha os campos

subscrever

Subscrever
Newsletter

Para subscrever a newsletter preencha os campos

Subscribe!

Actually we won’t spam you and keep your personal data secure

 

Último Concurso – Programa Cidadãos Ativ@s

Último Concurso – Programa Cidadãos Ativ@s

 

Com o intuito de fortalecer a Sociedade Civil, reforçar a cidadania ativa e empoderar os grupos mais vulneráveis, o Programa Cidadãos Ativ@s lança seu último concurso com o intuito de apoiar Organizações Não-Governamentais (ONG) portuguesas a desenvolver projetos em 2 grandes áreas: A – Capacitar as organizações para uma sociedade mais democrática e B – Empoderar os grupos vulneráveis e respeitar a diversidade.

Atividades abrangidas

Área A – Capacitar as organizações para uma sociedade mais democrática

  • Implementação de planos de ação/planos estratégicos relacionados com a capacitação organizacional/operacional;
  • Formação, mentoria, coaching e consultoria nas áreas prioritárias de advocacy, monitorização de políticas e digitalização;
  • Formação, mentoria, coaching e consultoria em governação, planeamento estratégico, gestão administrativa e financeira, comunicação e marketing, técnicas de avaliação e monitorização, gestão de recursos humanos, liderança e gestão de equipas e gestão de projetos;
  • Apoio a vítimas de violência doméstica e sexual, incluindo a sua reabilitação física, psicológica e social;
  • Aquisição de conhecimento, ferramentas e metodologias

Área B – Empoderar os grupos vulneráveis e respeitar a diversidade

  • Criação ou melhoria de serviços de suporte para empoderar grupos vulneráveis;
  • Formação para a capacitação económica de indivíduos vulneráveis, com o objetivo de promover a sua integração no mercado de trabalho;
  • Apoio a grupos em risco de exclusão social;
  • Apoio a vítimas de violência doméstica e sexual, incluindo a sua reabilitação física, psicológica e social;
  • Apoio à integração, nas suas várias vertentes, de refugiados, migrantes, pessoas de etnia cigana, LGBTQI+ e outros grupos minoritários;
  • Apoio à integração de ex-reclusos, pessoas sem-abrigo e outros grupos marginalizados ou em risco, inclusive através da arte, do desporto ou da cultura;
  • Adoção de métodos participativos e/ou soluções inovadoras em resposta às necessidades dos grupos vulneráveis.

 

Os projetos candidatos podem ter um custo total apoiável entre 10 mil e 35 mil euros e uma duração máxima de 12 meses.

 

O programa recebe candidaturas até 16 de setembro

Informações adicionais sobre o programa encontram-se disponíveis através do link.